[Imprimir]

“Noite no Museu de Geologia Fernando Real”, foi o nome da iniciativa realizada na UTAD, que contou com diversos participantes, entre estes antigos estudantes de Biologia e Geologia para o Ensino, no dia 26 de junho.

Elisa Preto Gomes, docente e investigadora da UTAD, fez a apresentação do livro “Da Dinâmica Global aos Processos Geológicos“, da autoria de Rui Dias, e primeiro volume da trilogia “Portugal de Antes da História; 600 milhões de anos de Evolução”, tendo o autor feito uma intervenção subordinada ao tema “De Júlio Verne a José Saramago, a forma como a Ciência vê a Tectónica de Placas está a mudar“, onde foi abordada a “evolução do conhecimento na área da Deriva dos Continentes e da Tectónica de Placas, desde as teorias fixistas às mais modernas teorias mobilistas baseadas nos ciclos dos supercontinentes, recentemente suportadas por resultados de tomografia”.

Antes da apresentação do livro, Rui Dias, também docente e investigador da Universidade de Évora, orientou uma demonstração de modelação análoga com prensas mecânicas, para o Curso de Formação de Professores “Geologia e Geodiversidade do distrito de Vila Real” e para membros do Departamento de Geologia da UTAD.

Sobre o autor Rui Manuel Soares Dias

Licenciou-se em Geologia pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), em 1982 e doutorou-se na mesma instituição, em 1994, em Geodinâmica/Geologia Estrutural. Foi professor na FCUL de 1982 a 1996. Neste mesmo ano rumou a Évora, onde é Professor Associado com Agregação do Departamento de Geociências da Universidade de Évora. Foi Presidente da Sociedade Geológica de Portugal, de 2014 a 2018, e desde 2008 é Diretor Executivo do Centro Ciência Viva de Estremoz. É ainda Membro Integrado da Unidade I&D – ICT – Instituto de Ciências da Terra Polo de Estremoz (Dir.). A suainvestigação e interesses focam-se, fundamentalmente, na Geodinâmica, Geologia Estrutural e Tectónica, Cartografia Geológica e Orogenia Varisca na Península Ibérica. Publicou mais de 50 artigos em revistas científicas da especialidade e apresentou mais de 200 comunicações em congressos. Desde 2009 é Vice-Diretor do Programa de Doutoramento em Ciências da Terra e do Espaço da Universidade de Évora, tendo orientado mais de 30 teses de PhD e MsC em Universidades portuguesas e estrangeiras. O professor Rui Dias destaca-se sobretudo na Divulgação Científica com diversas Formações Contínua de Professores, filmes, livros e exposições científicas. Tem sido incansável na comunicação da Ciência e Tecnologia de forma inovadora, com muita imaginação, engenho e arte.

Sinopse do Livro

O livro “Da Dinâmica Global aos Processos Geológicos” foi apresentado pela primeira vez no dia 14 de dezembro, no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa, pelo “seu grande mestre e amigo Professor António Galopim de Carvalho e pelo seu discípulo João Duarte”. Segundo o autor, o livro demorou 20 anos a tomar forma. Este não foi o tempo da escrita, que até terá demorado pouco, mas sim o tempo necessário para compreender, digerir e maturar a informação que chega, de muitos geocientistas de todo o mundo, para bem comunicar a ciência que se faz. Este livro é o resultado do gosto pela divulgação científica, interagindo ao mesmo tempo com milhares de alunos e centenas de professores, no Centro de Ciência Viva de Estremoz, em saídas de campo e em atividades diversas. Não se divulga o que não se sabe e o autor considera que foi chegado o momento de contar a fascinante história da complexa evolução da Geologia de Portugal. Com esta obra o autor pretende fornecer os conceitos considerados fundamentais para a compreensão da evolução geológica de uma região, como Portugal, onde se sobrepõem vestígios de diferentes ciclos tectónicos. Trata assim da complexa inter-relação entre os processos geológicos e a dinâmica global da terra. O livro é profusamente ilustrado, com 245 imagens originais que foram expressamente desenhadas e que podem ser descarregadas sem encargos e utilizadas livremente em aulas em:

https://ccvestremoz.wixsite.com/portugalanteshistori/materiais-de-apoio

“Ao ler o livro sente-se a preocupação do autor em escrever, tal como o classifica, uma obra de divulgação científica, de forma simples e acessível, mas rigorosa, numa linguagem clara e agradável para quem lê. Uma história coerente para compreender o passado geológico de Portugal ao longo de 600 milhões de anos de evolução! O autor, que se preocupa neste primeiro volume em fazer compreender os agentes e os processos geológicos, cita a propósito desta obra:

“Assim como uma casa é feita de tijolos, a Ciência é feita de factos. Mas assim como uma pilha de tijolos não é uma casa, um amontoado de factos não é Ciência”

Henri Poincaré, matemático, físico e filósofo francês (1854-1912)

 

Mais informação em: http://dspace.uevora.pt/rdpc/handle/10174/27232