[Imprimir]

Durante o mês de junho e início de julho de 2020 decorreram as primeiras provas públicas do Doutoramento em Desenvolvimento, Sociedades e Territórios. As investigadoras do CETRAD, Carla Ferreira, Filipa Jorge e Susana Campos, concluíram os trabalhos com sucesso.

A primeira tese, intitulada Analysis of wine consumer preference: an experimental approach, foi defendida por Carla Ferreira e integrou-se no Projeto INNOVINE&WINE. A tese mostra como os atributos extrínsecos (ex. região de origem) influenciam o processo de tomada de decisão dos consumidores portugueses de vinho. Os resultados destacam a importância da Região de Origem como marca no mercado ao nível das expectativas e avaliação do produto pelos consumidores. Contribui assim para a definição de estratégias de posicionamento dos vinhos nos mercados e para o desenvolvimento económico das regiões vitivinícolas.

A tese da investigadora Filipa Jorge intitulada Digital Marketing and Technology Adoption for Douro Tourism Development, integrou-se no Projeto Dourotur e aborda o comportamento dos turistas relativamente ao uso das tecnologias digitais na escolha de destinos e produtos turísticos. Um dos contributos desta tese é ajudar na promoção dos territórios de baixa densidade como destinos turísticos, através da utilização de ferramentas de marketing digital e realidade virtual.

A tese da investigadora Susana Campos intitulada Consumer Perspective: Food claims and extra value of environmentally sustainable foodstuffs in the case of the Mediterranean Diet, integrou-se no Projeto Interact – BEST e focou-se em compreender como as alegações alimentares (ex. saudável, sustentável), influenciam as perceções e as escolhas dos consumidores europeus, por produtos típicos da dieta mediterrânica, como por exemplo o azeite. Um dos contributos deste trabalho é apoiar a definição de estratégias de valorização da paisagem mediterrânica e da respetiva dieta.

O Doutoramento em Desenvolvimento, Sociedades e Territórios tem como objetivo dotar os doutorandos de conhecimento para desenhar, implementar e avaliar soluções territorialmente diferenciadas para o desenvolvimento inteligente, inclusivo e sustentável, capazes de responder às necessidades e expetativas de pessoas, organizações e comunidades diversas.

Legenda da Foto: Rio Tua – Alijó, Vila Real

Créditos: Rosa Rebelo