[Imprimir]

A UTAD, através dos Serviços de Ação Social e da Associação Académica, e as unidades hoteleiras da região, celebraram a 21 de setembro um protocolo, que visa alargar a oferta de alojamento a estudantes. A cerimónia de assinatura decorreu na UTAD e contou com a presença do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e de representantes de quatro das 20 unidades hoteleiras.

Esta necessidade surgiu devido à redução em cerca de 30% do número de camas disponíveis nas residências de estudantes, imposta pelas medidas de combate à pandemia COVID-19 e da necessidade em reforçar uma resposta na área do alojamento com maior disponibilidade de camas e mais uniforme.

“A situação de especial escassez de oferta de alojamento para estudantes do ensino superior exigiu uma resposta pública, pelo que as instituições de ensino superior podem utilizar disponibilidades de alojamento existentes em imóveis da propriedade de outras entidades, públicas ou privadas, mediante o estabelecimento de protocolos”, explica Fontainhas Fernandes, Reitor da UTAD.

Assim, com vista a garantir condições de equidade no acesso e frequência no ensino superior dos estudantes, especialmente os mais carenciados, este ano letivo os estudantes vão poder contar, além da Residência da UTAD, com alojamento em unidades hoteleiras instaladas no Município de Vila Real, uma medida que vem responder ás “necessidades sentidas pelos estudantes”, referiu José Pinheiro, Presidente da Associação Académica.

Sobrinho Teixeira considerou a UTAD como “um exemplo nacional a seguir” com a adesão destas unidades hoteleiras, que vêm assim constituir “uma base de recrutamento social” e apelou à adesão de outras instituições, porque “este é um problema de todas as universidades” .

A oferta de alojamento é dirigida a estudantes da UTAD, de todos os ciclos de estudos, sendo que a UTAD divulgará, receberá candidaturas e atribuirá complementos (quando aplicável). Uma comissão, criada para o efeito, realizará a monitorização.

A contratualização será autónoma, entre o estudante e a Unidade Hoteleira, aplicando-se as condições estabelecidas no protocolo agora celebrado, que poderá incluir outras unidades hoteleiras que se disponibilizem para receber estudantes da UTAD.