[Imprimir]

No âmbito do projeto Atlantic-Geoparks, decorreu a conferência «Geoparks Atlânticos – Geoturismo para a Sustentabilidade», a 5 de novembro, em formato digital, através da plataforma Zoom.

Esta conferência teve como objetivo apresentar os resultados deste projeto e discutir a crescente importância do geoturismo no desenvolvimento dos territórios.

A sessão de abertura contou com a presença de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, António Cunha, Presidente da CCDR-N, Luís Pedro Martins, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Artur Sá, chefe de fila do projeto Atlantic-Geoparks e Margarida Belém, Presidente da Câmara Municipal de Arouca e Presidente da Direção da AGA.

Participaram nas sessões plenárias desta webconferência Eladio Fernández-Galiano, Ex-Chefe do Departamento de Cultura, Natureza e Património do Conselho da Europa; Nikolas Zouros, da Rede Global de Geoparques; Artur Sá, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e António Duarte, da Associação Geoparque Arouca, sob a moderação de Elisabeth Kastenholz, da Universidade de Aveiro.

O projeto Atlantic-Geoparks, está em desenvolvimento desde 2017, cofinanciado pelo programa INTERREG Eixo Atlântico, conta com o envolvimento de 11 geoparques, distribuídos por Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Irlanda e é liderado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Esta inicitiva pretende entre outras ações, criar e implementar a Rota Europeia Atlântica de Geoturismo. Esta Rota Cultural do Conselho da Europa tem como objetivo promover o património natural e cultural de alguns geoparques atlânticos, com base numa estratégia de desenvolvimento económico e cultural, aliada ao turismo sustentável.

Mais informação em: https://geotourismroute.eu/

Foto: Direitos Reservados