Semana da Ciência Tecnologia da UTAD reuniu especialistas de vários países

Num formato maioritariamente online, decorreu, de 23 a 29 de novembro, a Semana da Ciência e Tecnologia da UTAD, um evento integrado no programa nacional Ciência Viva que se propôs abrir as portas da Universidade ao público em geral, proporcionando oportunidades de contacto com especialistas de diferentes áreas do conhecimento.

Apesar das limitações que as novas circunstâncias determinaram, foram realizadas 32 atividades, asseguradas maioritariamente por docentes e investigadores da instituição e enriquecidas com a intervenção, como convidados, de outras figuras notáveis da ciência aquém e além-fronteiras. Muitas foram as temáticas abordadas, desde o impacto das alterações climáticas, aos esforços para a conservação da biodiversidade, passando pelo sistema global de navegação por satélite, a importância do uso dos drones no dia-a-dia, os mistérios da luz e do som, a descoberta da Ciência de Dados, os rótulos dos alimentos, a composição do corpo, entre muitas outras áreas. 

Entre os especialistas convidados, destacaram-se: António Nóvoa (representante permanente de Portugal na UNESCO) que falou sobre a recomendação da UNESCO no âmbito do Open Science”; Rui Dias (Diretor do Centro de Ciência Viva de Estremoz e professor da Univ. de Évora), sobre o ciclo dos supercontinentes como forma de conciliar as teorias da Evolução e da Tectónica de Placas; Francisco Rapchan (do Instituto Federal do Espírito Santo – IFES, Brasil) sobre as experiências da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica Brasileira; e Carlos Fiolhais (professor da Universidade de Coimbra) sobre ciência e cultura.

A encerrar a Semana, decorreu o Fórum Internacional sobre Internacionalização, com a moderação do vice-reitor da UTAD Artur Cristóvão e a intervenção de um painel de oradores, que integrou Carla Martins (pró-Reitora da Universidade do Minho e membro do Comité Executivo do Grupo Compostela de Universidades), Joan Martin-Montaner (vice-Reitor da Universidade Jaume I e Coordenador do Consórcio CURE), José Luís Luque Alejo, Coordenador de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), Marcello Scalisi (Diretor da UNIMED União de Universidades do Mediterrâneo) e Valerià Paul (Diretor da Fundação CEER e Professor da Universidade de Santiago de Compostela).