[Imprimir]

O trabalho “O efeito de jogos de basquetebol com quatro tabelas, na performance de jovens basquetebolistas” valeu, ao investigador e estudante de doutoramento da UTAD, Nuno Mateus, o prémio ANTB/FMH “Investigação no Basquetebol”.

«Fiquei bastante satisfeito com o reconhecimento da ANTB, sobretudo pela relação de grande afinidade que tenho com a modalidade. De facto, o meu percurso desportivo (jogador de formação e treinador), académico (dissertação de mestrado) e profissional (área de investigação) está amplamente relacionado com o basquetebol», afirma Nuno Mateus.

O facto de estar a desenvolver a sua linha de investigação no CIDESD tem-lhe permitido «contactar com profissionais com um vasto currículo «e com um conhecimento ímpar na área da análise da performance no basquetebol». «O CIDESD possibilitou-me colaborar em diversos trabalhos e projetos relacionados com o basquetebol, assim como utilizar e conhecer softwares e instrumentos de avaliação em tempo real. Tudo isso contribuiu para aprofundar o conhecimento acerca da modalidade», acrescenta.

O trabalho agora premiado é dos poucos estudos de basquetebol que, até ao momento, fez uso de variáveis posicionais para descrever os comportamentos coletivos das equipas e de que forma é que o posicionamento dos jogadores interage com o comportamento dos colegas e adversários. Já os resultados obtidos possuem «importantes aplicações práticas». «De facto, jogos de basquetebol com quatro tabelas possibilitam aumentar a exigência física do jogo e modificar o padrão técnico individual dos jogadores (promover ações mais individuais – lançamentos, dribles), o que se repercute em diferentes comportamentos posicionais e coletivos (equipas mais dispersas, padrão de jogo mais individual e ritmo de jogo mais rápido). Por outro lado, este formato pode ser contraproducente, caso os treinadores queiram trabalhar ações/comportamentos individuais e coletivos relacionados com o passe (qualidade do passe e trabalho de receção de bola)», explica o investigador do CIDESD.

Além da publicação do trabalho na revista “O Treinador”, o investigador vai receber o prémio no valor de mil euros em data ainda a definir.

 

Fonte: CIDESD