[Imprimir]

Decorreu a 13 de janeiro, em formato online, o mini-whorkshop ‘Monitorização e modelação da COVID-19 em Portugal’ organizado pela docente do Departamento de Matemática da UTAD, Maria Luísa Morgado, e composto por um conjunto de três palestras onde foram apresentadas as principais técnicas matemáticas utilizadas, desde a estatística à modelação, e as  ferramentas computacionais usadas para análise de dados de forma a poder monitorizar e modelar a evolução da COVID-19 em Portugal.

O evento contou com Liliana Antunes, investigadora do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) e doutoranda em Estatística e Investigação Operacional na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa que apresentou dados sobre a curva epidémica e os parâmetros de transmissibilidade da infeção pelo SARS-CoV-2, que constam dos relatórios semanais disponibilizados pelo departamento de epidemiologia do INSA, dos quais é coautora.

As duas outras palestras incidiram na parte da modelação matemática da evolução da pandemia, onde João Pereira, atualmente bolseiro do INSA e estudante de mestrado em Bioinformática e Aplicações às Ciências da Vida na UTAD, apresentou um resumo sobre o tratamento de dados nacionais relativo ao número de hospitalizações e internamentos em cuidados intensivos ao longo do tempo. A descrição e resultados principais do modelo matemático desenvolvidos foram apresentados por Constantino Caetano, investigador do INSA e doutorando em Matemática no Instituto Superior Técnico, que explicou alguns cenários recentes de evolução da pandemia num futuro próximo, mediante o pressuposto de um novo confinamento geral, agora certo, cenários estes apresentados por Baltazar Nunes na reunião do Infarmed de 12 de janeiro de 2021.

Os dados apresentados fazem parte  do projeto de investigação intitulado ‘Projeção do impacte das medidas não-farmacológicas de controlo e mitigação da epidemia de COVID-19 em tempo real (COVID-19 in-CTRL)’, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e cuja equipa principal integra os investigadores Maria  Luísa Morgado, da UTAD, Paula Patrício da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa e Baltazar Nunes – Investigador Principal -,  Constantino Caetano e João Pereira do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

O evento contou com a presença online de vários docentes da UTAD e de outras instituições, e de estudantes da UTAD, do Mestrado em Bioinformática e Aplicações às Ciências da Vida, Licenciatura em Matemática Aplicada e Ciência de Dados e Engenharia Biomédica.