[Imprimir]

Um protocolo, que visa a criação de um Roteiro para a Sustentabilidade Ambiental das explorações suinícolas, foi assinado a 18 de maio pela Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, com a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores, o Instituto Superior de Agronomia, a Universidade de Évora e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Trata-se de um documento “estratégico para a Suinicultura no âmbito do Horizonte 2030”.

Na cerimónia, realizado no Montijo, a Ministra da Agricultura afirmou querer “consolidar a aposta numa fileira agrícola e agroindustrial que prioriza o equilíbrio e a sustentabilidade, compatibilizando valores ambientais, económicos e sociais”.  A governante considerou ainda que este protocolo “contribuirá para o desenvolvimento e projeção do setor primário, em convergência com os princípios da economia circular e da proteção ambiental, respondendo, assim, às expectativas dos consumidores, aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e às metas da União Europeia e de Portugal”.

O projeto visa o desenvolvimento de atividades de cooperação através da congregação das competências existentes entre as várias entidades nas áreas identificadas nos Planos de Ação que forem estabelecidos no âmbito do Protocolo de Parceria, como o domínio da assessoria técnica; estabelecimento de redes no estudo sobre as práticas ambientais em suinicultura, identificando medidas de adaptação; participação em projetos de investigação científica; ou participação em projetos de desenvolvimento experimental.

Na UTAD, a participação no projeto fica a cargo dos docentes e investigadores Henrique Trindade e Divanildo Monteiro.

Foto: http://www.draplvt.mamaot.pt