[Imprimir]

Iniciou-se esta semana na UTAD o primeiro semestre do Mestrado Internacional Vintage que conta com 14 estudantes oriundos de França, Rússia, Estados Unidos, México e Tailândia. Os estudantes e o Coordenador Geral do Mestrado, Etiene Neethling, foram recebidos pelo Vice-Reitor para a Internacionalização, Gonçalo Fernandes, pelo Coordenador do Mestrado em Portugal, Vicente de Sousa, e por Lúcia Fernandes do Gabinete para as Relações Internacionais e Mobilidade (GRIM).

Na sessão de boas-vindas, o Vice-Reitor para a Internacionalização, sublinhou a importância da colaboração da UTAD em programas de ensino conjuntos com Instituições de Ensino Superior de outros países. “Trata-se de uma experiência que deverá ser complementada nos próximos anos com outros cursos, especialmente ao nível dos mestrados e doutoramentos” acrescentou.

Vicente de Sousa, Coordenador do Vintage em Portugal, destacou que a participação da UTAD neste mestrado “se alterou significativamente na última reestruturação em 2019, data a partir da qual a Universidade passou a lecionar um semestre em enologia entre setembro e dezembro”.

O Mestrado em Sciences et Technologies de l’Agriculture, de l’Alimentation et de l’Environnement (Vintage) foi criado em 2002, e é uma colaboração conjunta entre instituições de Ensino Superior, de França, Itália, Hungria, Portugal, Espanha, Suíça, Chile, Africa do Sul e Inglaterra. A UTAD é a única Universidade em Portugal a participar nesta formação internacional que reúne várias competências nas áreas da viticultura, da enologia e do vinho.