[Imprimir]

Até 2025, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vai estar representada no Conselho Europeu das Escolas de Arquitetura Paisagista (ECLAS) pelo professor Frederico Meireles, eleito secretário geral. Também Sandra Costa, antiga aluna da academia transmontana, integra a comissão executiva. Composto por cerca de uma centena de instituições de ensino superior, o ECLAS desempenha um papel consultivo para a formação académica na área da paisagem e na sua ligação com a investigação aplicada e a prática profissional.

“É uma eleição que muito me honra enquanto arquiteto paisagista e que representa uma grande mais-valia para a UTAD, tendo em conta a rede de parceiros que abrange e as oportunidades que pode gerar”, sublinha Frederico Meireles.

Juntamente com os restantes membros da Comissão Executiva do European Council of Landscape Architecture Schools (ECLAS), o investigador da UTAD ficará encarregue de supervisionar o processo de organização geral, coordenar a realização do congresso anual e organizar a política de comunicação.

Entre os 13 membros da comissão executiva do ECLAS, há uma portuguesa com um histórico ligado à academia transmontana. Sandra Costa, professora na Birmingham City University, foi uma das primeiras alunas do curso de arquitetura paisagista da UTAD.

Desde 2005 que a UTAD é associada do ECLAS e o professor Frederico Meireles já tinha integrado, entre 2009 e 2015, o conselho diretivo da Rede Temática Europeia Le:Notre. “Esse projeto culminou na atual plataforma colaborativa do ECLAS, o Le:Notre Institute, cujo objetivo é ligar a formação académica na área da paisagem com a investigação aplicada e a prática profissional”, conclui.

 

Texto: Patrícia Posse