[Imprimir]

A investigadora Maria Luísa Morgado esteve envolvida no trabalho de monitorização e controlo da COVID-19 em Portugal. A docente do departamento de Matemática integrou a equipa do projeto ‘Projeção do impacte das medidas não-farmacológicas de controlo e mitigação da epidemia de COVID-19 em tempo real (COVID-19 in-CTRL)’, desenvolvido com investigadores da Universidade NOVA de Lisboa e do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

Da estatística à modelação, passando pelas ferramentas computacionais usadas para análise de dados de forma a poder monitorizar e modelar a evolução da COVID-19 em Portugal, todos osrelatórios elaborados desde o início da pandemia contaram com o contributo de membros dessa equipa.

No mais recente estudo publicado pelo grupo, procurou-se avaliar o impacto da vacinação na evolução da transmissão da COVID-19 em Portugal.

“Os resultados obtidos estudo indicavam que, embora o plano de vacinação português tivesse um impacto significativo na redução do número de internamentos hospitalares em finais de 2021, o levantamento das medidas de contenção até então impostas deveria ser gradual e acompanhado da administração de uma dose de reforço de vacinação na população, pelo menos, acima dos 65 anos de idade”, refere Maria Luísa Morgado.

 

Texto: Patrícia Posse