Foto: UTAD

UTAD oficializa Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) viu hoje publicada, em Diário da República, a portaria que cria o Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro, um projeto que vai empenhar médicos, professores, investigadores e estudantes num objetivo comum: prestar melhores cuidados de saúde às populações da região Norte.

 “Com sede na UTAD, o Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro será uma mudança do paradigma na prestação de cuidados de saúde. É um projeto verdadeiramente inovador, assente na filosofia ‘one health’ e que permitirá um maior avanço na aplicação do conhecimento e da evidência científica aos serviços e à prática clínica, contribuindo para a melhoria generalizada dos cuidados de saúde”, afirma o reitor Emídio Gomes.

Com a prescrição combinada de investigação, conhecimento e ensino, o Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro vai potenciar a criação e a aplicação do conhecimento científico na área da saúde, proporcionar formação pré e pós-graduada e, ainda, o treino dos profissionais.

“Ao inaugurar uma nova etapa do ensino e da investigação das ciências médicas no nosso País, o Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro vai ser a célula-mãe para uma futura formação médica graduada na UTAD”, refere Emídio Gomes.

O Centro Académico Clínico de Trás-os-Montes e Alto Douro resulta do consórcio entre a UTAD, o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) e os agrupamentos de centros de saúde (ACES) do Alto Tâmega e Barroso, Douro I – Marão e Douro Norte e ainda do Douro II – Douro Sul, tendo sido formalizada a candidatura em dezembro último.

Texto: Patrícia Posse