UTAD realizou o XXII Encontro Internacional de Reflexão e Investigação

Subordinado ao tema “Entrelugares: Diálogos Irrequietos na Contemporaneidade”, decorreu na UTAD, nos dias 5 e 6 de abril, o XXII Encontro Internacional de Reflexão e Investigação (EIRI), organizado pelo Departamento de Letras, Artes e Comunicação (DLAC), contando com a participação de docentes e investigadores de diversas universidades nacionais e internacionais e institutos politécnicos, bem como de profissionais de renome nas áreas de estudo do departamento.

Na sessão de abertura, intervieram Susana Fontes (diretora do DLAC), Orquídea Ribeiro (em representação do presidente da Escola de Ciências Humanas e Sociais) e a Pró-Reitora Daniela Fonseca (em representação do Reitor), que enalteceu a qualidade das temáticas anunciadas para as comunicações e também a excelência dos convidados, que muito viriam a enriquecer o debate e reflexão nas jornadas.

Na verdade, entre os convidados, destacaram-se, nos dois dias de trabalhos, o nome de Carlos Fino, jornalista de longa trajetória pelo mundo, em especial em teatros de guerra amplamente mediatizados, que falou sobre o seu recente livro Portugal-Brasil: Raízes do estranhamento”, e também o nome de Edgar Pêra, conhecido realizador de cinema, que falou sobre a sua experiência associada aos filmes e documentários que lançou, tendo abordado em concreto o tema “Pessoa & Lovecraft – Espectadores Cósmicos (Da Literatura ao Cinema)”.

As jornadas integraram quatro painéis (Ciências da Linguagem, Estudos Literários e Artísticos, Estudos Culturais e de Comunicação e outras Áreas das Humanidades), que correspondem às áreas de estudos do Departamento, tendo reunido um total de perto de três dezenas de comunicações. Desde o jornalismo à literatura, passando pelas indústrias criativas, foram muitos os temas no palco da reflexão, onde não faltaram olhares atentos às problemáticas atuais, seja sobre o impacto do Covid-19 na sociedade e na cultura, seja sobre o fenómeno global da guerra no leste europeu.