[Imprimir]

Promovido pela Universidade Sénior, vai decorrer, no salão nobre do Centro Cultural de Vila Real, na próxima sexta-feira (21 de outubro), pelas 15h, um colóquio-debate sobre “A Arte Verbal Transmontana: Memória e Identidade”, tendo como orador convidado o escritor e etnólogo Alexandre Parafita, investigador integrado do Centro de Estudos de Letras da UTAD.

Esta iniciativa tem como objetivo mostrar e realçar a importância da preservação e reutilização da memória oral transmontana no processo de valorização da cultura e identidade da região, reconhecendo, ao mesmo tempo, o “estatuto” da população sénior como suporte de um património imaterial riquíssimo e ameaçado de extinção. Só através do testemunho passado às novas gerações é possível manter o fio da memória capaz de assegurar a preservação das marcas da identidade cultural. As lendas, os contos e os mitos das comunidades rurais, juntamente com o romanceiro, o cancioneiro, os provérbios, as orações, o teatro popular, etc., contêm muitos dos saberes enraizados do povo, a que as sociedades modernas não podem ser indiferentes.