[Imprimir]

Hoje, pelas 14h30, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) promove, no Kitchen Lab, a primeira oficina culinária dedicada à gastronomia típica de Portugal e do Brasil, com a participação de estudantes, docentes, investigadores e público em geral. Depois da confeção, seguir-se-á um momento de degustação de iguarias lusas como feijoada à transmontana e sopa de casulas ou frango à passarinho com arroz e feijão preto e curau de milho, pratos típicos do outro lado do Atlântico.

Com 25 participantes inscritos, esta oficina culinária vai lançar uma discussão reflexiva em torno da origem dos alimentos, práticas culinárias associadas e traços particulares da gastronomia de cada país.

Esta iniciativa está integrada no III Seminário Ibero-Americano de História e Cultura da Alimentação, que é coorganizado pela UTAD e pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Padrões alimentares e gastronomia, comer ou petiscar, tradição, dia-a-dia e inovação são alguns dos temas que vão alimentar a discussão com muita ciência à mistura, a 26 de outubro, no auditório de Ciências Florestais.

Texto: Patrícia Posse