[Imprimir]

Formados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Carlos Alves, Daniel Fraga Gomes, Luís Teixeira, Patrícia Peixoto, Alice Vilarinho, Marta Santos e Paulo Nobre Martins vão criar a próxima produção de vinhos e queijos Alumni UTAD. A nomeação decorreu durante “A Prova dos Novos – UTAD Alumni Wine Collection 2022”.

Os antigos alunos são os nossos melhores embaixadores. Ninguém como eles saberá transmitir os valores da UTAD aos novos estudantes, bem como para a sociedade e para a região”, sublinhou o reitor Emídio Gomes.

O secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Nuno Teixeira, também participou no evento “A Prova dos Novos – UTAD Alumni Wine Collection 2022”, destacando “o sentido de comunidade que a UTAD permite”. “São estes laços que mostram que a universidade não foi só um espaço onde se veio buscar um diploma. Este evento é a celebração da relação da UTAD com a sua região e mostra o papel da UTAD para que o País seja um país melhor do ponto de vista da coesão territorial.”

Em 2022, o vinho tinto Alumni UTAD vai ser produzido na Áustria, país onde trabalha Luís Teixeira, o enólogo escolhido por Martta Reis Simões. Atualmente, é responsável pela produção dos vinhos da Weingut Wieninger e de Weingut Hajszan-Neumann, em Viena, contando com experiências internacionais em França e em Espanha. A nomeação de Sandra Alves recaiu sobre a enóloga Patrícia Peixoto, que ficará responsável por criar, no próximo ano, o vinho branco Alumni UTAD. A sua vida profissional começou na região da Beira Interior, seguiu-se a região dos Vinhos Verdes e, desde 2006, Patrícia Peixoto dirige a produção na Casa Santa Vitória, na região do Alentejo. Por indicação de Tiago Alves de Sousa, caberá ao enólogo Carlos Alves assinar o Vinho do Porto Alumni UTAD. Diretor de viticultura e enologia do grupo Sogevinus, Carlos Alves trabalhou na Porto Cálem até 2007. Já o próximo espumante Alumni UTAD nascerá das mãos do enólogo Daniel Fraga Gomes, uma missão incumbida pela enóloga Sofia Caldeira. Após 17 anos nas Caves Aliança, Daniel Fraga Gomes assinou os vinhos D’Eça e Cronica. Seguiu-se uma experiência nos Estados Unidos da América, como responsável de viticultura e enologia de uma adega e regressou para abraçar um novo desafio na Quinta do Vallado.

Em 2022, o queijo de cabra será produzido por Paulo Nobre Martins, uma nomeação de Inácio Neto. Com mais de três décadas ligado à produção de queijo, Paulo Nobre Martins desempenha as funções de técnico de produção na empresa espanhola ABIASA – Avances Bioquímicos e Alimentación. Por indicação de João Reis, a produção do próximo queijo de ovelha será assegurada por Alice Vilarinho. Licenciada recentemente em Engenharia Zootécnica na UTAD, Alice Vilarinho iniciou a sua atividade profissional na Quinta Vila dos Reis, como chefe de produção. Marta Santos vai produzir o queijo de vaca em 2022, uma responsabilidade delegada por Zulmira Lopes. Tinha apenas um ano de idade quando os progenitores, que eram produtores de leite, se aventuraram no fabrico do “Queijo Senras” e, em 2011, constituiu, juntamente com as duas irmãs, a “SenrasDairy” para dar seguimento ao negócio dos pais.

Texto: Patrícia Posse