[Imprimir]

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) recebeu, nos últimos três dias, delegações das universidades de La Salle Bajío (México), do Paraná (Brasil) e do Instituto Superior de Benguela (Angola), num propósito que visa estreitar relações de cooperação com a universidade transmontana.

No dia 14 de novembro, visitou a UTAD o Reitor da Universidade de La Salle Bajío, Enrique González, juntamente com a Vice-Reitora Académica da mesma universidade, Socorro Durán. Recebidos pelo Reitor, Emídio Gomes, foi assinado um primeiro memorando de entendimento no âmbito do Projeto Universities Portugal, do qual a UTAD é líder, e tem como principais objetivos a promoção de projetos de Investigação conjuntos, a mobilidade de estudantes, docentes e staff, a colaboração na direção de teses de doutoramento, entre outros. A sessão de assinatura contou também com a presença da vice-reitora Académica da Universidade de La Salle Bajío, Socorro Durán, do Vice-Reitor para a Internacionalização, Luís Ramos, a Pró-Reitora para as Parcerias e Relações Internacionais, assim como o presidente da Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias, José Luís Mourão, a Diretora do Departamento de Agronomia, Ana Alexandra Oliveira, e os diretores de curso da Licenciatura e Mestrado em engenharia Agronómica, Alfredo Aires e Guilhermina Marques, respetivamente, que abordaram áreas de interesse para desenvolvimento mútuo entre as duas universidades. O Projeto Universities Portugal, financiado pelo Compete 2020, tem como estratégia comum a promoção internacional das Universidades Portuguesas, para reforçar a visibilidade das instituições, a oferta formativa e outros serviços, aumentar o recrutamento de estudantes e contribuir para aumentar as exportações de serviços em educação.

No dia seguinte, a UTAD recebeu a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (Brasil), representada pelo seu Pró-Reitor para a Pesquisa e Pós-Graduação. André Schneider de Oliveira. Trata-se de uma universidade que tem já vários protocolos de cooperação com Portugal, em especial ao nível dos doutoramentos. O estreitamento de relações com a UTAD tem em vista um reforço da cooperação sobretudo nas áreas das ciências agrárias e veterinárias, da informática e da engenharia de computadores, com uma preocupação maior, quer no âmbito dos doutoramentos, quer da cooperação em termos de investigação e mobilidade de docentes e alunos.

No dia de ontem (16 de novembro), foi a vez de a UTAD receber uma delegação do Instituto Superior de Benguela (Angola), chefiada pelo seu Diretor-Geral, Antero Moisés Nunguno. Esta visita inseriu-se no programa de cooperação celebrado em 2019, e que teve como primeiro resultado a criação do Curso de Ciências Agrárias do IPSB, e visou desenvolver e aprofundar as relações e as parcerias entre as duas instituições. De realçar que para a UTAD o reforço da cooperação académica e científica com as instituições de ensino superior dos PALOP é um dos vetores principais da sua estratégia de internacionalização e que os estudantes angolanos constituem já a segunda comunidade nacional mais importante dos alunos internacionais da UTAD.