[Imprimir]

Amanhã, dia 23, assinala-se o 20º aniversário do Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD), a Unidade de Investigação e Desenvolvimento com maior longevidade da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Para celebrar esta data, contará com a participação especial de Paulo Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Fundão e personalidade de referência na promoção do desenvolvimento sustentável inteligente em territórios de baixa densidade.

A partir das 10h30, haverá um encontro entre diferentes gerações do CETRAD para refletir sobre o passado e projetar o futuro, identificando as principais conquistas e contribuições ao longo dos 20 anos de existência do Centro.

“Desenvolvimento Inteligente em Territórios do Interior: Quem Aprende com Quem?” será a questão que, durante a tarde, vai ser debatida à luz da ciência, da política e da comunicação social. Do painel de convidados, destaca-se a presença do autarca Paulo Fernandes, que explicará como a cidade do Fundão é um exemplo paradigmático para os territórios de baixa densidade.

Volvidas duas décadas desde a sua fundação, o CETRAD tem vindo a desenvolver um conjunto de iniciativas que se estenderão a 2023, destacando-se o ciclo “Territory Talks” – conversas mensais sobre o futuro dos territórios face aos desafios globais da década, os “Zooming-In” – que desvendam as dinâmicas de investigação emergentes na agenda do CETRAD, e a construção da estratégia de investigação e ação do CETRAD para a década 20/30.

Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD)

Sediado na UTAD, o CETRAD conta com mais de uma centena de investigadores empenhados numa investigação transdisciplinar ao desenvolvimento local e regional, aplicada, sobretudo, em territórios rurais, periféricos e de baixa densidade populacional. Estes territórios acolhem 30% da população e representam 80% do território europeu. A sustentabilidade ecológica e social de mais de metade deste território, nomeadamente na Península Ibérica, no Leste e noutras regiões do Sul e Norte da Europa, dependem da sua sobrevivência demográfica. Este é um desafio social crucial para a sustentabilidade e coesão socio-territorial de Portugal e da Europa na década em curso. O CETRAD está focado em ajudar a vencê-lo, aplicando abordagens inter e transdisciplinares inovadoras que visam contribuir para a construção de soluções de desenvolvimento sustentável e inclusivo ao nível local, capazes de gerar bem-estar para as populações locais e competitividade para as suas atividades económicas, mobilizando a inteligência coletiva local alavancada pela ciência e os seus dados convertidos em conhecimento acessível e contextualizado. Paralelamente, o CETRAD tem promovido formação avançada na área das ciências do desenvolvimento, nomeadamente através do seu programa doutoral em Desenvolvimento, Sociedades e Territórios. Apostando, por outro lado, na integração da sustentabilidade nos modelos de negócio da agricultura e do setor agroalimentar, através do seu programa doutoral em Agronegócios e Sustentabilidade.

Texto: Patrícia Posse