[Imprimir]

Com a presença da Comissão Fulbright, juntamente com a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD, teve lugar na UTAD, no dia 7 de novembro, uma sessão de apresentação dos seus programas sobre bolsas e oportunidades para estudo, investigação e colaboração com universidades americanas. 

A sessão foi aberta pelo reitor, Emídio Gomes, com palavras de grande apreço pelas duas entidades presentes, dando testemunho das valiosas parcerias que, tradicionalmente, a UTAD teve com os Estados Unidos, ao abrigo dos programas de cooperação. Muitos docentes da instituição, especialmente na década de oitenta, fizeram os seus doutoramentos em universidades americanas, beneficiando do apoio da FLAD. “Tudo faremos para garantir muitas e boas oportunidades de entidades tão prestigiadas que tanto nos podem ajudar”, afirmou o reitor dirigindo-se às representantes da Comissão Fulbright e da FLAD. 

De seguida, intervieram Elsa Henriques, membro do Conselho Executivo da FLAD, Otília Macedo, Diretora Executiva da Comissão Fulbright, e Fátima Fonseca, responsável pela área de Ciência e Tecnologia na FLAD. De uma forma clara foram dadas a conhecer as bolsas e oportunidades que ambas as instituições disponibilizam aos estudantes, professores e investigadores que pretendam ir para os Estados Unidos realizar os seus projetos de estudo ou investigação, e que permitem também às universidades portuguesas receberem professores e investigadores americanos.

Seja nas áreas da Ciência e Tecnologia, seja nas áreas da Educação, das Artes e Cultura e das Relações Transatlânticas, foram dadas a conhecer as imensas oportunidades criadas a partir do acordo diplomático entre Portugal e os EUA e que muitas vantagens têm trazido para as academias nacionais, muito especialmente para a UTAD. Importante, por isso, foi ouvir nesta mesma sessão os testemunhos de antigos bolseiros e Alumni locais que partilharam as experiências vividas na formação académica obtida nos EUA.